Resumo em Português



Boanerges de Freitas Barreto Filho
Professor do Departamento de Economia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte em Pau dos Ferros/RN, Mestre em em Planejamento e Dinâmicas Territoriais no Semiárido.

O cooperativismo no Rio Grande do Norte

O trabalho pretende construir um cenário do cooperativismo potiguar, no período mais recente (de 2010 a 2018), com destaque aos principais ramos de atuação, a alterações nos quantitativos de cooperados e ocupações geradas pelo segmento. Para este fim, foram realizados pesquisa bibliográfica e levantamento de dados em sites de entidades representativas do segmento, como a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) no Rio Grande do Norte. Verificou-se que, no período, o número de cooperativas vinculadas ao Sistema OCB caiu de 210 cooperativas para 121 o que resultou também na redução do número de cooperados. Neste período, havia uma modesta ampliação dos postos de trabalho gerados pelo cooperativismo potiguar com um aumento de 178 pessoas. Em termos da distribuição entre ramos, o Agropecuário reunia o maior número de cooperativas (de 24,26% das cooperativas); o ramo de Infraestrutura tinha o maior número de associados (50,96% do total) e o de saúde o maior número de trabalhadores com 62,22% do total.

Resumo em Inglês - Texto

Download PDF

Voltar