Resumo em Português



Markus Erwin Brose
Doutorado em Sociologia pela Universidade de Osnabrück/Alemanha, Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional UNISC

Augusto José Pinto Souto
Doutorando em Desenvolvimento Regional na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)

Claudio Soares dos Santos
Doutorando em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)

Percepções e adaptação aos riscos climáticos no litoral: A reconstrução pós-ciclone de 2016 do Balneário Hermenegildo, RS

Devido à elevação dos oceanos, a faixa litorânea constitui um dos territórios mais vulneráveis às mudanças climáticas no Rio Grande do Sul. Pela alta densidade populacional, e o capital imobilizado em habitações e infraestrutura, representa espaço privilegiado para gestão de conhecimento sobre percepções e estratégias de adaptação aos riscos. O ensaio objetiva interpretar a resposta à ressaca histórica que destruiu, em 2016, habitações no Balneário Hermenegildo, como ponto de partida para caracterizar a estratégia de adaptação climática no município. Utiliza marco referencial para interpretar percepções de riscos em cidades costeiras proposto pelo Instituto Basco de Pesquisa do Clima. No enfoque do Adaptation Tracking, procede à revisão de dissertações e teses, produzidas entre 1999 e 2019, legislação pertinente e notas da imprensa acerca da vulnerabilidade do balneário. Entre os resultados, destaca o histórico do desrespeito à legislação ambiental, tanto pelos proprietários dos imóveis, como pela administração municipal. Apresenta hipótese de que prefeitura e câmara, representando os interesses coletivos, compartilham do risco calculado de perdas pelo avanço da linha de costa.

Resumo em Inglês - Texto

Download PDF

Voltar