Movimento de expansão agropecuário: um estudo sobre o sudeste paraense entre 2000 e 2016


Emílio Campos Mendes
Mestrando em desenvolvimento regional e urbano da Amazônia do Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Desenvolvimento Regional e Urbano na Amazônia (PPGPAM)

Evaldo Gomes Júnior
Doutor em Desenvolvimento Econômico pelo IE/Unicamp, Professor do Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional (IEDAR) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa)

Referências

ALVES. V. E. L. Región centro-norte de Brasil: dinámicas territoriales recientes en el campo y en la ciudad. Cuadernos de Geografia / Revista Colombiana de Geografia | Vol. 23, n.º 1, ene.-jun. del 2014 | ISSN 0121-215X. 

ARAÚJO. T. B. de. Por Uma Política Nacional de Desenvolvimento Regional. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza, v. 30, n. 2, p. 144-161, abr.-jun. 1999.  

BECKER, B. (1985). Fronteira e urbanização repensadas. Revista Brasileira de Geografia, vol. 47, n. 3/4, jul./dez, pág. 357-371.

BRASIL. Ministério da Economia (2019). Inspeção do Trabalho. Disponível em: https://sit.trabalho.gov.br/radar/. Acesso em: Mar. 2019.

BREDOW, S. M.et al. O ciclo de alta nos preços das commodities e a economia brasileira: uma análise dos mecanismos externos de transmissão entre 2002 e 2014. Economia e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 3 (58), p. 695-731, dez. 2016. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/1982-3533.2016v25n3art7>. Acesso em:Out. 2018.

BUAINAIN, A. M. et al. Sete teses sobre o mundo rural brasileiro. Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, v. 22, n. 2, p. 105-121, abr./maio/jun. 2013. Disponível em: <https://bit.ly/2X5wmvp >. Acesso em: Out. 2018.

CARVALHO, A. C. Expansão da fronteira agropecuária e a dinâmica do desmatamento florestal na Amazônia paraenseTese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico) –Universidade de Campinas, Campinas, SP, 2012. Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285926>. Acesso em: Jul. 2018.

COMEX STAT. Estatística de comércio exterior. Disponível em: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/geral

COUTO. J. M. Raúl Prebisch e a concepção e evolução do sistema centro-periferia. Revista de Economia Política, vol. 37, nº 1 (146), pp. 65-87, janeiro-março/2017.

CPT – Comissão Pastoral da Terra. Disponível em: https://bit.ly/2G67w7LAcesso em: Mai. 2018.

DOMINGUES, M. S.; BERMANN, C. O arco de desflorestamento da Amazônia: da pecuária a soja. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 1-22, mai.-ago. 2012. Disponível em: <https://bit.ly/2VHj3k8 >. Acesso em: Mai. 2018.

DOS SANTOS V. M. A economia do sudeste paraense: fronteira de expansão na periferia brasileira. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico) –Universidade de Campinas, Campinas, SP, 2011.

FREDERICO, S. Economia Política do Território e as forças de dispersão e Concentração no Agronegócio brasileiro. GEOgraphia – Ano. 17 – Nº 35 - Dossiê – 2015. 

GOMES JUNIOR, E. Aspectos da agricultura subdesenvolvida como crítica à tese da última fronteira: estudo sobre o Matopiba. Revista Política e Planejamento Regional, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, julho/dezembro 2015, p. 351 a 371. ISSN 2358-4556. Disponível em: <http://www.revistappr.com.br/index.php>. Acesso em: Jun. 2018.

GONÇALVES, R. J. A. F.; MILANEZ, B.; WANDERLEY, L. J. Revista OKARA: Geografia em debate, v.12, n.2, p. 348-395, 2018. ISSN: 1982-3878 João Pessoa, PB, DGEOC/CCEN/UFPB. Disponível em: http://www.okara.ufpb.br. Acesse em: Mar. 2019.

GUDYNAS, E. O novo extrativismo progressista na América do Sul: teses sobre um velho problema sob novas expressões. In: LÉNA, P.; PINHEIRO DO NASCIMENTO, E. Enfrentando Os Limites Do Crescimento. Sustentabilidade, Decrescimento E Prosperidade. Rio de Janeiro: Garamond; IRD, 2012.

GTDN – Grupo de Pesquisa para o Desenvolvimento do Nordeste. Uma política de Desenvolvimento Econômico para o Nordeste. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza. V. 28 n. 4 p. 387-432. Out/dez. 1997.

HARVEY, D., The ‘new’ imperialism: accumulation by dispossession. Socialist Register, v. 40, p. 63–87. 2004.

IBGE. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA). Produto Interno Bruto dos Municípios. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br>. Acesso em: Jun. 2018.                                                        

______. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA). Pesquisa Agrícola Municipal. Disponível em <www.sidra.ibge.gov.br>. Acesso em: Dez. 2018.

______. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA).  Pesquisa Pecuária Municipal. Disponível em <www.sidra.ibge.gov.br>. Acesso em: Jan. 2019.

INCRA - Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Incra nos Estados - Informações gerais sobre os assentamentos da Reforma Agrária. Disponível em: http://painel.incra.gov.br/sistemas/index.php. Acesso em: Abr. 2019.

MACEDO, F. C. de e GOMES JUNIOR, E. (2019). Padrão de Reprodução do Capital, Território e Infraestrutura de Transportes: Os Casos de Santarém (PA) E Itaituba (PA). Boletim Goiano de Geografia, 39, 1-18.

MATTEI, L. Considerações acerca de teses recentes sobre o mundo rural brasileiro. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, DF, v. 52, suppl. 1, p. 105-124, 2014. Disponível em: <https://bit.ly/2G0hvv1 >. Acesso em: Mai. 2018.

MEINERS MANDUJANO, R.; LEMOS ALVES, V. E. Disputas territoriales en la sabana tropical brasileña (cerrado): los campesinos agroextractivistas y el agronegocio en Maranhão y Tocantins. Boletín de la Asociación de Geógrafos Españoles, 76, pp-pp. doi: 10.21138/bage.2527.

MENDES, E. C. Expansão produtiva da agropecuária no Sudeste paraense entre 2000 e 2016: análise da ocupação de terras para produção de soja e criação bovina na região. Trabalho de Conclusão de Curso. 2019. Disponível em: http://repositorio.unifesspa.edu.br/jspui/handle/123456789/56

MICHELOTTI, F. Luta pela terra e assentamentos no Sudeste do Pará. 3º Encontro da rede de estudos rurais. 09 a 12 de setembro de 2008, UFCG, Campina Grande (PB).

OSÓRIO, Jaime. La Nación patrón de reproducción del capital. Notebooks of Critical Economy. Ano 1. N°1. 2014.

Ploeg, J. D. v. d. Camponeses e impérios alimentares: lutas por autonomia e sustentabilidade na era da globalização; tradução Rita Pereira — Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2008.

PRADO, G. B.; RIBEIRO, H. Pecuarização na Amazônia e consumo de carne: o que está por trás? Saúde Sociedade. São Paulo, v.20, n.3, p.730-742, 2011. Disponível em: <https://bit.ly/2Vuqf3b >. Acesso em: Mai. 2018.

PRADO JUNIOR, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo: colônia. 12. ed. São Paulo: Brasiliense, 1970.

TRECCANI. G. D. Violência E Grilagem: Instrumentos de Aquisição Da Propriedade Da Terra No Pará. Belém: Ed. da UFPA; ITERPA 2006.

Voltar