Resumo em Português



Maria Lucia Ramos Bellenzani
Doutoranda em Planejamento e Gestão do Território na Universidade Federal do ABC

Bruna de Souza Fernandes
Bacharel em Ciências e Humanidades e em Planejamento Territorial pela UFABC

Luciana Rodrigues Fagnoni Costa Travassos
Doutora em Ciência Ambiental pela Universidade de São Paulo, Docente do Programa de Pós-graduação em Planejamento e Gestão do Território da Universidade Federal do ABC

Ruralidades metropolitanas como espaços de resiliência ambiental: o caso da Região Metropolitana de São Paulo

Esse artigo tem como objetivo evidenciar a importância das ruralidades metropolitanas, compreendidas aqui pelos espaços rurais e de interface rural-urbana no interior das metrópoles, partindo do conceito de novo rural e da premissa que, mesmo nas metrópoles mais urbanizadas, a ruralidade não desaparece, pelo contrário, permanece e é ressignificada. Por meio de um breve estudo de caso da Região Metropolitana de São Paulo, pretende-se demonstrar a sua relevância, sobretudo no aspecto da produção de serviços ecossistêmicos imprescindíveis à manutenção da metrópole, bem como apontar a insuficiência de instrumentos de planejamento e gestão territorial capazes de abordar adequadamente as dinâmicas socio territoriais que formam e transformam esses espaços complexos.

Resumo em Inglês - Texto

Voltar